Buscar
  • felipefabg

#0. Oi, me chamo Felipe e vou escrever 100 textos em um ano.

Atualizado: 16 de jun. de 2020

Mais um blog no mundo, OBA!”, diz uma ironicamente uma voz na minha cabeça, sempre que começo a escrever. Imagino um dos meus comediantes favoritos repetindo uma frase que ele cunhou sobre nossos tempos: “Não era melhor quando nem todo mundo tinha uma ‘voz’?”. No entanto, apesar de tudo que minha autoestima me diz, aqui estamos, em um blog, onde eu vou tentar achar uma voz.


Comecei a estudar escrita criativa em 2013, num curso de roteiro. Seguiram-se workshops, masterclasses, mais cursos, muitos livros comprados, mas prática que é bom, nada. Tenho ali no armário e no celular um monte de ideias anotadas, rabiscos e no HD alguns projetos abandonados antes do fim. Fico preso no conflito entre o desejo de escrever e alguma trava psicológica que me impede de praticar com regularidade. Meu diálogo interno é mais ou menos assim:

- Do que você tem medo?

- Do fracasso, eu acho.

- Mas, e se for bom?

- E aí, o que vou fazer com isso?

- Tenta.

- Não consigo. Vai ver que não é pra mim mesmo...

- Escreve, cacete!


Encasquetei com isso e foi aí que pensei num desafio de criatividade. Já segui alguns muito legais, com resultados ótimos, tipo o 365nus, ou o 365 nuncas, em que as pessoas se colocam em um desafio criativo por um ano. Quem sabe assim não me forço a adquirir prática, exercito um estilo, entro em contato meu inconsciente, com minhas ideias, meus sentimentos, deixo os fluírem para o papel, em vez de ficar remoendo na minha cachola.


Em linhas gerais vai ser assim: desafio a mim mesmo, com toda minha inconstância, a escrever 100 textos em um ano. Vale qualquer formato. Vou usar uns estímulos, ideias para iniciar textos (writing prompts) que estão disponíveis pela internet, velhas ideias minhas, inspirações do momento e tudo mais que estiver à manga para levar a tarefa a cabo. Pelos cálculos que fiz, postando duas vezes na semana, às segundas e quintas, vou chegar na marca pretendida a tempo (talvez até um pouquinho antes).


Na minha imaginação, este exercício será também um espaço de troca, que receba críticas, sugestões, incentivos e elogios (tomara!).


Por favor, não me deixem aqui sozinho!

39 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo