Buscar
  • felipefabg

#15. João e o pé de morangos



“Certa vez, um menino muito pobre, chamado João, foi a feira da cidade a pedido de sua mãe para vender a última vaca da fazenda e, assim, comprar comida. João era rebelde e não costumava fazer o que a mãe mandava. Quando chegou ao mercado, um estranho se aproximou e ofereceu cinco feijões mágicos em troca da vaca.”

- Mãe, feijão é muito sem graça! Eu não trocaria uma vaca por grãos de feijão.

- Nem se fossem mágicos?

- Não.

- E o que você trocaria por uma vaca?

- Morango mágicos!

- Então vamos mudar.

“João decidiu trocar a vaca por um punhado de sementes de morangos mágicos. Voltou pra casa todo contente e mostrou a sacola para a mãe, que ficou furiosa com o filho desobediente. Com raiva, ela jogou o saco pela janela, em um canteiro vazio ao lado da casa deles e mandou João para seu quarto, de castigo. Uma chuva fina caiu no fim do dia e João, com fome, logo caiu no sono em seu quarto. Ao acordar, João olhou pela janela e viu que um enorme pé de morangos cresceu ao lado da casa, rasgando o céu até perder de vista.

Aventureiro, João resolveu subir o pé de morangos até o limite para ver se encontrava algo que alegrasse a mãe. Subiu o pé de morangos até o céu, onde encontrou um castelo. João estava com muita fome e chegou na porta do castelo em busca de comida e abrigo. Encontrou uma mulher que lhe disse que o castelo era habitado por um gigante malvado que a mantinha prisioneira, trabalhando e guardando suas riquezas. Ela disse que o gigante voltaria e que a mataria se encontrasse João por ali. A mulher escondeu o menino dentro do forno desligado e recebeu o malvado, que trouxe consigo uma sacola de moedas de ouro. O gigante entrou em casa e pediu para comer os ovos da galinha mágica. O gigante mandava e a galinha botava ovos de ouro sem parar. Depois de comer, ele caiu no sono.

João aproveitou o momento para surrupiar a galinha, a sacola de ouro, e sair correndo de volta pra casa."

- Dormiu, filho?

- Ainda não. E a vaquinha?

- Que vaquinha

- A que o João vendeu em troca das sementes. Não era melhor ele pegar uma vaca?

A mãe dele não vai ficar mais feliz?

- Tem razão. Acho que ela ia ficar mais contente mesmo.

“João vai até o curral e pega uma das vacas mágicas do gigante e sai correndo até o pé de feijão.”

- Morangos.

- Isso, pé de morangos.

“O gigante acorda ao perceber que sua sacola de ouro e sua vaca mágica foram roubadas e sai correndo atrás de João. O garoto consegue descer o pé de morangos rapidamente, chega até sua casa e pega um machadinho que usa para cortar o pé de morangos. O gigante, que ainda estava no alto do pé de morangos, cai de cabeça e morre. Vários morangos grandes e bonitos caem nas terras da fazenda, junto com a árvore mágica.”

- E agora, filho, o que o João pode fazer com os morangos e vaquinha?

- Iogurte!

“A mãe de João, que estava chorando de preocupação com o com o sumiço do filho, o abraça e segura bem firme, feliz com seu retorno. João entrega a sacola de ouro e a vaquinha mágica pra mãe. Eles descobrem que a vaca mágica produz o leite mais gostoso que eles já provaram e que as sementes deixaram as terras da fazenda repletas de pés de morango. João e sua mãe compraram máquinas com o ouro que João trouxe, usaram os morangos mágicos e o leite para fazer um iogurte delicioso que fez muito sucesso na cidade. A família nunca mais passou fome. FIM”

- Agora essa história ficou boa, hein, mãe?

*Para minha mãe, que mudava as histórias de dormir junto comigo e que agora planta morangos.

27 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo